Ronaldo de volta à Seleção? O que você acha?

Pois é, foi só Ronaldo fazer um gol, ou melhor, dois, para que muitos torcedores e comentaristas começassem a pedir a volta do fenômeno à Seleção Brasileira. Agora, depois de alguma polêmica, o atacante diz que quer fazer 30 gols pelo Corinthians para pedir a camisa 9 a Dunga.

Posso dar minha opinião? Sou fã de Ronaldo, por tudo que ele fez e pelo que ele tem mostrado nessa volta ao futebol. Mas, sinceramente, a Seleção não é lugar para jogadores em fim de carreira. E isso não se pode negar, ele está mesmo no fim da carreira, tentando encerrá-la com o máximo de dignidade.

Seleção Brasileira é lugar para os melhores atletas do país, independente da história, depende mesmo do desempenho nos clubes e da avaliação técnica. Mesmo que Ronaldo se destaque como o maior atacante do futebol brasileiro, é preciso lembrar que em 2006 ele já não era unanimidade nem tinha condição física para disputar a Copa do Mundo. Imaginem em 2010.

O Brasil revela milhares de jogadores, alguns são destaques no futebol europeu, não precisa se socorrer dos velhos craques, pode apostar nos novos “fenômenos”. Seleção é lugar de Pato, Keirrison, Kaká, gente que se destaca por estar jogando nos níveis mais altos de competitividade.

Na minha opinião, portanto, ele não deve sequer ser cogitado para o selecionado, deve se contentar em terminar a carreira com a fama de um grande jogador, deixando a seleção para os que podem render muito mais.

Aproveito para cobrar de Dunga a convocação de um jogador que se destaca dentro de um dos melhores clubes do mundo, o lateral-esquerdo Fabio Aurélio, do Liverpool. Sinceramente, não entendo a preferência por Kléber.

Anúncios

4 Respostas

  1. Olá Fernando, obrigado pela visita e pelo comentário.

    Quando dei tal conotação à idéia de Platini, quis dizer que se a proposta for aprovada, pode provocar mudanças profundas no futebol mundial, comparando-se então ao que aconteceu após o caso Bosman.

    É assim que abro meu texto: “De uma sala em algum lugar de Copenhague, pode sair nos próximos dias 23 e 24 uma decisão que tem a capacidade de causar no futebol internacional o mesmo tremor que a Lei Bosman.”

    E encerro dizendo: “Mas se fosse aprovada, poderia de fato mudar para sempre os rumos do futebol – e dos nossos garotos. ”

    Perceba então que comparo a importância de ambas as mudanças para o futebol, e não entro no mérito das duas, ok?

    Forte abraço!

  2. Maurício, até concordo com você em parte. A decisão será mesmo de suma importância, tendo grandes efeitos no futbeol. Mas, não acredito que tal proibição vá se assemelhar ao “Acórdão Bosman”, pois este realmente revolucionou o desporto. Foi o caso Bosman o responsável pela extição do “passe” e de todos os institutos semelhantes. A decisão será importante, mas não no mesmo nível. Ah, repito, o Acórdão Bosman é uma decisão do Tribunal e não uma LEI.
    Abraço.

  3. veja bem fernando! não existe outros “fenomenos” como vc citou não.Existem jogadores que jogam muito bem, mais como o Ronaldo não. copa sem o Ronaldo não tem graça, o Ronaldo tem que pendurar suas chuteiras com mais um titúlo mundial…

  4. Sebastiana,

    Ronaldo é mesmo um fenômeno sem comparação. Mas, Copa do Mundo é lugar para os que estão no auge. Ronaldo já foi, já viu e já venceu. Agora é a vez de Luís Fabiano, Nilmar e cia. Ronaldo será sempre lembrado pelas glórias, não precisa de mais um mundial.

    Saudações,
    Tasso.

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: