Cotas de TV… na Itália.

lega_calcioEstou sempre criticando o nosso atual sistema de divisão das cotas de televisionamento. Admito que deve haver diferenças pela popularidade e visibilidade dos clubes, mas a diminuição do abismo é essencial para fortalecer a competição e igualar os clubes na disputa do campeonato.

Mas, pior é na Itália. Na terra do Calcio os direitos de transmissão são negociados individualmente, o que gera uma receita de 95 milhões de Euros para clubes como Milan, Inter e Juventus, enquanto clubes como o Catania, Reggina ou Siena arrecadam apenas cerca de 4,5 milhões de Euros por ano.

No próximo ano, porém, será criada a Série A League, que negociará os direitos coletivamente, para depois distribuir entre os clubes. A nova liga já tem o apoio da Federação Italiana de Futebol. Com o novo sistema se espera diminuir a distância financeira entre os clubes italianos, aumentando a competitividade. Com isso, pode acabar o monopólio dos 3 grandes clubes, que vencem todos os anos.

No Brasil ainda temos um Campeonato Brasileiro muito disputado onde há vários clubes capazes de conquistar o título, diferente das ligas nacionais da Europa, onde poucos clubes se revezam na liderança. Mas, com a importância atual das verbas de televisionamento, que é a principal receita dos clubes, a disparidade das cotas pode gerar um distanciamento entre os clubes e concentrar o título nas mãos dos mais famosos, algo que seria extremamente prejudicial ao nosso futebol.

É preciso ficar de olho, quanto mais igualdade tivermos, melhor será a competição.

Fonte: Futebol Finance

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: