Estádios da Copa: quem vai pagar essa conta?

arena da copaFaltam menos de quatro anos para a Copa das Confederações no Brasil. Faltam menos de cinco anos para a tão sonhada Copa do Mundo. Apesar das sedes já estarem confirmadas e dos projetos já terem sido aprovados, ainda não sabemos de onde virá tanta “grana”. Teoricamente, os estádios serão reformados ou construídos através de parcerias público-privadas. Ainda teoricamente, sabe-se que a inciativa privada cuidará dos estádios enquanto a infra-estrutura das cidades será de responsabilidade do governo.

Todos dizem que o dinheiro virá da iniciativa privada, mas até agora não se sabe quem serão esses investidores. Nesse período de recessão, estádios de alto custo podem não ter o apoio necessário. Por isso, projetos megalomaníacos devem ser revistos.

cidade da copaParticularmente, o projeto de Recife, a “Cidade da Copa”, me preocupa, pois prevê a construção não só de um estádio, mas de uma cidade inteira. Sinceramente, duvido que em cinco anos exista mesmo uma cidade no local. Acredito que teremos um belo estádio, mas não cercado por uma cidade como querem os organizadores.

O site Futebol Finance traz uma lista dos custos desses estádios. Vejam o nível dos investimentos e pensem: de onde virá tanta “grana”?

  • Belo Horizonte – Estádio Mineirão – 70.000 lugares – Remodelado – Sem custo definido;
  • Brasília – Estádio Nacional – 70.000 lugares – Novo – R$ 520 milhões;
  • Cuiabá – Estádio Verdão – 45.000 lugares – Novo – R$ 400 milhões;
  • Curitiba – Arena da Baixada – 41.000 lugares – Remodelado – Sem custo definido;
  • Fortaleza – Estádio Castelão – 53.000 lugares – Remodelado – R$ 300 milhões;
  • Manaus – Arena Manaus – 42.000 lugares – Novo – R$ 500 milhões;
  • Natal – Arena das Dunas – 45.000 lugares – Novo – R$ 300 milhões;
  • Porto Alegre – Estádio Beira-Rio – 62.000 lugares – Remodelado – Sem custo definido;
  • Recife – Arena Cidade da Copa – 46.000 lugares – Novo – R$ 500 milhões;
  • Rio de Janeiro – Estádio Maracanã – 90.000 lugares – Remodelado – R$ 430 milhões;
  • Salvador – Estádio Fonte Nova – 55.000 lugares – Remodelado – R$ 400 milhões;
  • São Paulo – Estádio Morumbi – 62.000 lugares – Remodelado – R$ 136 milhões;
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: