O Brasileirão merecia mais.

Eu sou fã do Campeonato Brasileiro, uma competição disputada, com resultados imprevisíveis e uma briga sempre acirrada pelas melhores posições na tabela. Os times são nivelados, ninguém desponta, e a cada jogo você sabe que pode ganhar ou perder. É diferente, por exemplo, dos campeonatos nacionais na Europa, onde já se sabe quais times brigam pelo título, e são poucos.

No nosso Brasileirão não tem favorito absoluto, não tem time que ganha todas nem tem resultado garantido. O lanterna vence o líder, um time que não vence há vários jogos bate um favorito, times ganham dentro ou fora de casa, há viradas espetaculares e belos gols. Com o retorno de alguns craques ao Brasil o campeonato ficou ainda mais interessante.

Mas, uma coisa vem estragando o campeonato: a arbitragem.

Não vou enumerar os erros dos árbitros nem comentar as falhas absurdas. Também não vou reclamar e pedir árbitros estrangeiros. Nem mesmo vou ficar lamentando pontos perdidos, gols anulados ou cartões mal aplicados. Não vou xingar assistentes nem árbitros, nem tampouco dizer que eles estão de má-fé.

Vou apenas lamentar. Quero apenas dizer que estou triste pelo que tenho visto. Estou triste porque vejo que as partidas não estão sendo decididas pelos jogadores. Não são os craques que conquistam os pontos com belos gols, nem são os pernas-de-pau que entregam as partidas. Não são os treinadores que vencem com “nó tático”, nem são os goleiros que salvam as equipes. São os árbitros, hoje, os principais responsáveis pelos resultados das partidas, infelizmente.

Hoje, não consigo ter o mesmo prazer, a mesma alegria, ao assistir uma partida de futebol. Porque, no fim, percebo que não foram as atuações dos times que determinaram o resultado, foram os erros daqueles que deviam passar despercebidos que implicaram em uma derrota, um empate ou uma vitória.

Infelizmente, assim como eu, muitos torcedores vão perder o interesse pelo campeonato, e isso será extremamente prejudicial. Se continuar assim, os torcedores deixarão de ir a campo, deixarão de comprar as partidas no pay-per-view e deixarão de acompanhar seus times. Com menos espectadores haverá menos patrocínio, menos dinheiro e, consequentemente, menos futebol.

Espero que essa visão apocalíptica não se concretize. Mas, para isso é preciso melhorar a qualidade dos nossos árbitros. Algo precisa ser feito, URGENTE!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: