Leão demitido. (Quebra de hierarquia ou falta de respeito mesmo?)

Todos já sabem que o treinador Emerson Leão foi demitido do Sport na manhã de hoje. Todos já devem saber também qual foi o motivo. O time não conseguiu bons resultados, está na zona de rebaixamento e empatou o clássico em casa, isso, por si só, já seria motivo suficiente. Mas, além dos maus resultados existe a total falta de educação do técnico, o desrespeito aos jornalistas, à torcida e aos superiores hierárquicos.

Acredito que o caso de Leão é bem semelhante com o que aconteceu com Luxemburgo. O Palmeiras alegou quebra de hierarquia quando o treinador extrapolou nas declarações. O caso de Leão foi ainda mais grave, além de extrapolar os limites da sua competência, o treinador foi extremamente desrespeitoso com seus empregadores.

Pois é, treinadores como Emerson Leão, que pensam ter o “rei na barriga”, esquecem que são, na verdade, empregados do clube, e como tais devem obedecer as ordens, agir com diligência e, principalmente, respeito. Ora, quem decide se vai contratar um atleta não é o treinador, é o diretor. O papel do treinador é, no máximo, indicar ou consultar, nem sequer cabe a ele aprovar, deve mesmo é aceitar.

Eu tenho posicionamentos e críticas sobre esse sistema de indicações do treinador, mas vou deixar para um outro artigo. Este é só para lembrar ao Sr. Emerson Leão e todos os outros treinadores que devem respeitar a hierarquia. Devem lembrar que são empregados e não patrões. Mas, acima de tudo, e isso vale para todas as pessoas, lembrar que respeitar os outros é uma questão de educação, e é requisito básico para se viver em sociedade.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: