Santa Cruz: a cartada final.

A situação do Santa Cruz não é nada boa. Em último lugar do grupo na Série D, o tricolor precisa vencer o CSA, no Arruda, e torcer para que o Central vença o Sergipe fora de casa. As chances são pequenas, mas o torcedor coral não deixa de acreditar e a diretoria joga as últimas cartas para conseguir o sucesso.

O presidente do Santa Cruz, Fernando Bezerra Coelho, reuniu-se com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol e o presidente do Central para pedir que o clube caruaruense se empenhe em conquistar essa vitória. Como incentivo, os tricolores ofereceram R$ 100 mil à patativa para que atinja o objetivo. Além disso, o Santa contratou o jogador Paulo Rangel, do Salgueiro.

Na minha opinião, o incentivo ao Central é válido, mas cobrar seriedade e impor ao Central uma obrigação que ele não tem é absurdo. O Central não deve nada ao Santa, que está nessa situação por culpa própria. O Santa Cruz não venceu em casa e só tem uma vitória na competição, logo na estréia, contra o CSA. Se o Santa Cruz não se classificar não pode culpar o Central. O Central vai buscar o resultado porque também quer se classificar, a ajuda financeira é só mais um incentivo, mas não se pode misturar a responsabilidade de um clube com a do outro.

Quanto à contratação de Paulo Rangel, parece atitude de desesperado. Contratar um jogador por três meses (mínimo permitido por lei) para tentar “salvar” o clube em uma partida é absurdo. Paulo Rangel mal terá tempo de treinar, de ganhar entrosamento ou até mesmo de ser regularizado, mesmo assim, apostam no jogador. Será ele o salvador da pátria? E será que essa pressão sobre um atleta é justa?

O torcedor tricolor tem que acreditar até o último minuto, mas não é mala preta nem contratação emergencial que irá salvar o clube. Infelizmente, se o Santa Cruz não passar, terá que culpar apenas a si mesmo.

Anúncios

2 Respostas

  1. A que ponto chegou o Santa Cruz, o presidente do clube vai a imprensa comemorar a contratação de um centroavante vindo do Salgueiro. Sem querer desqualificar o jogador, mais o Santa merecia coisa melhor, a diretoria precisa respeitar sua torcida que tanto tem ajudado ao clube, o santa precisa de jogador com nível técnico comprovado. Com esse plantel o Santa não vai a lugar algúm. Mesmo disputando a série “D” o Santa é um clube grande e de enormes tradições. Faltou plnejamento nas contratações para armar o time, substimaram o valor dos adversários e hoje o santa agoniza dependendo dos outros. Não tenhos dúvidas que será mais uma temporada jogada fora para infelicidade dessa maravilhosa torcida.

  2. É mesmo muito triste a situação do Santa Cruz, a imensa e apaixonada torcida coral não merece isso.

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: