Mais apoio ao I Seminário Nacional de Direito Desportivo na Prática.

O Seminário que se realizará no próximo dia 25 de setembro ganhou novos apoios. Agora, a ESA- Escola Superior de Advocacia –  e a AATP – Associação dos Advogados Trabalhistas de Pernambuco – também estão dando suporte ao evento.

Com isso, os advogados pernambucanos terão 50% de desconto na inscrição, que custará R$ 50,00 aos profissionais.

Além disso, os Diretórios Acadêmicos também estão apoiando o seminário. Agora, existe mais uma vantagem, a cada 5 alunos inscritos de uma mesma instituição, um não paga.

Confiram as informações na página “CURSOS” do blog do IPDD – http://www.direitodesportivo.org

Anúncios

Deputado desiste do projeto de lei que mudaria o STJD para Brasília.

O Deputado Federal, Bruno Araújo (PSDB-PE), retirou o projeto de lei nº 03586/2008, que pretendia acrescentar o § 3º ao art. 52 da Lei nº 9.615/98 (Lei Pelé), determinando que a sede do STJD fosse em Brasília.

O projeto surgiu após a confusão no Estádio dos Aflitos que envolveu o zagueiro André Luís, então no Botafogo, e a Polícia Militar de Pernambuco. Por conta disso o estádio foi interditado, o zagueiro suspenso e muito se falou sobre a segurança dos estádios pernambucanos, a capacidade da PM, a lisura e a imparcialidade do STJD.

Mas, o que não sabia o Deputado era que para transferir o STJD do futebol para Brasília teria que transferir também a sede da CBF. O que ele não sabia também é que existe um STJD para cada modalidade esportiva, vinculado às Confederações, e nem todos estão no Rio de Janeiro. O STJD do futsal, por exemplo, é em Fortaleza.

O projeto, então, era inviável e felizmente foi retirado. Esperamos que da próxima vez que os políticos resolvam propor leis desportivas consultem especialistas da área. Para propor uma lei devem haver estudos e análises, não pode ser movida por paixões, insatisfações ou inconformismos momentâneos.

Parabéns ao Deputado por voltar atrás.

5 Árbitros na Liga Europa.

Já há algum tempo que se discute a inclusão de mais dois árbitros assistentes no futebol, atrás das balisas. Agora, a FIFA decidiu testar a ideia, e não vai ser em qualquer competição não, será na Liga Europa, a antiga Copa da UEFA.

Imaginava-se que a FIFA testaria a mudança em alguma competição de pequeno porte, algo como um mundial sub-20 ou coisa parecida. Mas, se a novidade for aprovada na Liga Europa, não restarão argumentos contrários à mudança.

Os erros dos árbitros têm se tornado mais constantes ou será que é a percepção das câmeras de TV que estão mais agudas? O que importa é que não poderíamos, diante da evolução tecnológica, ficar parados no tempo. Não sei se esses assistentes a mais serão suficientes para solucionar controvérsias e evitar os erros. Mas, tentar já é um começo.

%d blogueiros gostam disto: