Liga de basquete só para brancos causa polêmica nos EUA.

A “All-American Basketball Alliance”, ou AABA, é uma liga de basquete que só aceita atletas nascidos nos Estados Unidos com descedência da raça caucasiana.

O prefeito da cidade de Augusta, que seria sede de um dos times, já disse que não vai apoiar a iniciativa.

“Como um entusiasta do esporte, eu sempre apoiei atividades esportivas aqui. Contudo, isto é algo que não posso apoiar em sã consciência, de trazer um time que não se encaixa no espírito de inclusão”, afirmou Deke Copenhaver.

Enquanto isso, o presidente da AABA, Don Lewis, disse que a ideia não possui ódio racial. Para ele, por serem hoje minoria, os brancos nascidos nos EUA devem se unir. O presidente da nova liga ainda citou um incidente onde um atleta negro levou uma arma para o vestiário e disse que os jogadores brancos estão fugindo da NBA.

A iniciativa deve ser repudiada, os argumentos do criador da liga dão a exata dimensão do contexto racial da ideia. É inadmissível que, nos dias atuais, onde o combate ao racismo tem grande importância, vejamos iniciativas desse tipo. Em contrapartida, no futebol, as atitudes racistas têm sido punidas e mesmo as manifestações racistas ou xenófobas das torcidas não passam sem punição.

Que o basquete americano siga o caminho trilhado nessas últimas décadas, permitindo que toda e qualquer pessoa, com talento esportivo, possa disputar competições, independente de cor, raça, credo, nacionalidade, etc.

Fonte: Terra Esportes.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: