O torcedor e o profissional.

Quem trabalha diretamente com o futebol, jornalistas, empresários, comentaristas, patrocinadores, treinadores e jogadores, na maioria das vezes, ou quase sempre, é apaixonado pelo esporte. E quem se apaixona por futebol normalmente tem um time de coração. Mas, o torcedor que quer ser profissional do esporte deve deixar de lado a paixão em prol do trabalho.

Comigo foi assim, quem me conhece sabe que hoje não levo a sério meu lado torcedor. Como profissional presto serviço a diversos clubes, até mesmo alguns rivais. Seja como blogueiro, comentarista, advogado ou consultor, tento ser imparcial e esquecer a paixão clubística. Quem quer ser profissional do futebol deve mesmo deixar de lado o torcedor e se concentrar apenas no esporte.

Um episódio reflete bem a dificuldade em separar o torcedor do profissi0nal. A empresa Locaweb fechou uma parceria com o São Paulo para dois jogos, mas o comentário de um funcionário da empresa pode ter prejudicado a relação. Alex Glikas, diretor comercial da Locaweb, publicou a seguinte mensagem no Twitter depois da vitória do Corinthians por 4 a 3 sobre o São Paulo: “Vamos LOCAWEB!!!!!!! Chupaaaaaaa bambizada!!!!!!!! TIMÃO eoooooo!!!!!!”.

Depois de muita polêmica, a empresa emitiu nota afirmando que a opinião do funcionário não reflete a opinião da empresa. O próprio Gilkas, depois do ocorrido, apagou a mensagem do Twitter, pediu desculpas à torcida do São Paulo e escreveu: “O torcedor tomou conta do profissional”.

Pois é, viram o que acontece quando o torcedor toma conta do profissional?

Então, se você pensa em trabahar com o futebol, a não ser que você seja empregado do seu clube de coração, comece a exercitar a imparcialidade e o profissionalismo. Ser torcedor pode atrapalhar bastante o profissional.

Fonte: Máquina do Esporte

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: