Google condenada a indenizar Rubens Barrichello.

barrichelloO piloto de Formula 1, Rubens Barrichelo, processou a empresa Google pelas ofensas feitas a ele através do Orkut. Perfis falsos do piloto e comunidades ofensivas à sua honra foram os responsáveis pela condenação, que pode chegar a 1,2 milhão de reais.

A decisão de primeira instância obriga a Google, ainda, a retirar do ar os perfis falsos e comunidades ofensivas, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00. A empresa, claro, vai recorrer da decisão.

A questão é bastante polêmica, principalmente quanto à responsabilidade da empresa sobre o conteúdo criado pelos internautas. O Orkut é uma ferramenta que proporciona ao internauta escrever o que quiser, mesmo que configure ofensa moral. A empresa retira comunidades e perfis do ar após denúncias se houver mesmo abuso, mas não tem como fazer uma censura prévia do conteúdo.

Não tenho dúvidas quanto à responsabilidade das pessoas que criam as comunidades e perfis falsos. Essas pessoas, apesar de acharem que dentro do ambiente virtual não cometem crimes, na verdade, podem ser processadas e punidas por seus atos. A internet não é “terra sem lei”, o que acontece dentro do orkut pode ser punido sim. A Google, inclusive, quebra o sigilo de usuários quando solicitado pela justiça.

Agora, com relação à responsabilidade da Google, empresa que comanda o Orkut, há divergências. Entendo que só existe responsabilidade da empresa a partir do momento que ela é informada sobre as ofensas e, por algum motivo, omite-se, deixando no ar as comunidades. A partir daí entendo que a empresa pode ser responsabilizada, mas rejeito qualquer espécie de censura prévia ou responsabilidade objetiva da empresa pelas atitudes dos internautas.

Vamos aguardar o desfecho do caso, que não tem significado nenhum para o esporte, mas tem uma importância singular para os cidadãos virtuais.

O mequinha no extracampo.

escudo-america-peO América Futebol Clube, time tradicional de Pernambuco, mas que há muito tempo não vê as glórias que tinha no passado, irá disputar a Série A2 do Campeonato Pernambucano. No ano passado o clube ficou na semi-final e por pouco não voltou à elite do futebol estadual.

Esse ano o mequinha promete algo mais e está em busca do acesso definitivo. Para isso, também é importante investir no extracampo. O América já foi um grande time, mas está esquecido. É preciso trazê-lo de volta ao conhecimento do povo, especialmente dos mais jovens.

Para isso, já está no ar o Blog do Mequinha, com matérias e notícias sobre a história do América e sobre a disputa da Série A2 que começará ainda este mês.

Além do blog, o mequinha também apresenta um canal de TV no Youtube, o Mequinha News, que deve mostrar bastidores e entrevistas do clube durante a disputa do estadual.

O América sempre foi uma paixão da minha família. Meu avô, no seu tempo, fez o possível para manter vivo o alviverde. Hoje, eu torço para que o América reencontre os tempos de glória, para que, lá do alto, minha família veja com alegria a volta do mequinha.

Futebol e Internet

A internet já se popularizou, há tempos ela deixou de ser uma ferramenta dos ricos e expandiu-se a todos, seja através das escolas, lan-house, de casa ou do trabalho. E podem ter certeza, com um pouco mais de tempo ela estará em todos os lares e em todos os lugares. Mas, ainda não é bem aproveitada pelos clubes de futebol.

Todos os clubes já têm seu site oficial, mas oferecer notícias aos internautas é muito pouco, afinal, para isso existem inúmeros outros sítios. O importante é aproveitar a internet para se desenvolver, para crescer. E é bom começar logo.

A TV e o rádio via internet já são ferramentas utilizadas por vários clubes. No Brasil, o Flamengo e o Corinthians já lançaram seus canais e estão colhendo os frutos. O Náutico já anunciou sua implementação, mas não parece que acontecerá assim tão cedo.

Associar-se pela internet já é uma realidade para muitos clubes. Com isso é possível atrair novos sócios devido à facilidade que se oferece. Mas, além de associar-se, é importante que o sócio possa pagar sua mensalidade pela internet, essa é a melhor forma de manter seus sócios em dia, tão importante quanto conquistar novos associados.

Comprar ingressos. Infelizmente, pouquíssimos clubes oferecem ao torcedor a possibilidade de adquirir ingressos on-line. Seria uma excelente iniciativa, capaz de aumentar o número de torcedores nos estádios, diminuir as filas e melhorar o atendimento. Assim como acontece em alguns shows e eventos, o torcedor compraria seu ingresso no site, imprimiria o comprovante e retiraria seu bilhete no estádio no dia do jogo.

Marketing na internet já não é novidade. Mas, não estou falando de emails “spam” ou panfletagem on-line. A internet oferece canais interessantíssimos para que o clube possa divulgar ações e fortalecer a marca. O youtube, por exemplo, já está sendo invadido por marcas esportivas e clubes de futebol que usam esta “TV” para divulgar seus produtos.

Há tempos que as empresas investem em ações na rede. Quem tem um mínimo de visão já percebeu há muito tempo a importância da internet. Mas, no futebol brasileiro ainda falta muita visão, ainda falta profissionalismo, ainda falta muita competência. A hora de abrir os olhos para a modernidade, a tecnologia e a nova realidade (a virtual) já chegou, é bom correr para não ser o último a cruzar a linha que divide o passado e o futuro.

Atlético-PR: Sócios via internet.

O Atlético do Paraná tem um objetivo ousado: preencher todo estádio da Arena da Baixada com sócios até o fim do ano. E para isso o clube usa a internet como ferramenta. Depois de um “bug” que atrapalhou a adesão pela internet, o clube volta a investir nesta ferramenta. E o objetivo audacioso não é sonho, é meta mesmo.

Para se ter uma idéia da força desta campanha e do poder da internet, o clube, em seis meses, aumentou o quadro de associados de 3 mil para 18 mil. Se continuar com esse ritmo o clube deve mesmo atingir seu objetivo. Além de se associar, o torcedor pode comprar ingresso no site e ainda tem a possibilidade de escolher seu assento. A meta é preencher todo o estádio com sócios e ter, já em 2009, uma lista de espera.

Excelente iniciativa do Atlético, digna de ser copiada pelos clubes brasileiros, que até hoje ainda não despertaram para as maravilhas da internet. A compra de ingressos, o pagamento da mensalidade, associar-se e ainda acompanhar uma TV, tudo on-line, é muito interessante e capaz de gerar um bom crescimento aos clubes de futebol.

fonte: http://maquinadoesporte.uol.com.br/v2/noticias.asp?id=10357

Novo Náutico.

Não estou falando em novas contratações, mas em coisas mais importantes. O Náutico lançou ontem o novo escudo, o novo site (http://www.nautico-pe.com.br/) e uma nova loja. Este tipo de investijmento é importantíssimo para o crescimento econômico do clube.

A nova loja tem 200m2 e estacionamento para 12 carros. São cerca de 300 produtos comercializados, incluindo a nova camisa, com o novo escudo (R$129,90). O Náutico terá direito a 7% do faturamento total das vendas, mais 6% a 12% com os direitos de licenciamento dos produtos, além do aluguel de R$ 4 mil.

O novo site anuncia grandes coisas, a compra de produtos via internet e a TimbuTV. Este tipo de iniciativa é importantíssima, e já não era sem tempo dos clubes pernambucanos começarem a lançar suas TVs. Mas, fontes internas já me informaram que esta TV vai demorar bastante para começar. Sinceramente, a dificuldade é pouca, o que falta é vontade e iniciativa.

Marketing no Youtube.

O futebol já começa a acordar para o fenômeno de mídia que é o Youtube. Empresas como a Nike e a Adidas já usam o site para lançar vídeos promocionais de seus novos produtos. Antes vista como uma vilã dos direitos de imagem, hoje a TV virtual já é considerada uma aliada. Quando a Nike lançou o vídeo de Ronaldinho chutando bolas na trave, trouxe à tona um novo canal para o marketing esportivo.

Com um custo consideravelmente baixo, as marcas já criaram seus canais dentro do Youtube. Assim, podem divulgar vídeos promocionais sem pagar as quantias exorbitantes dos canais de TV convencionais. Vídeos de 3 minutos, 10 minutos, não seriam possíveis nos intervalos comerciais das redes de televisão. E o acesso à internet cresce cada vez mais. Muitos já dizem que o Youtube é a televisão do futuro.

Este canal também poderia ser aproveitado pelos clubes de futebol, divulgando imgens de jogos, treinos, campanhas promocionais para sócios, divulgando ações de marketing ou apenas inflamando a torcida antes de jogos importantes. Se procurarem pelo nome de seu clube no site verão muitos vídeos de torcedores, alguns bem produzidos.

Está na hora de acordar para a realidade do mundo moderno e aproveitar os benefícios do mundo virtual.

INGRESSOS

A venda de ingressos gera muitas polêmicas, desde o preço até a atuação dos cambistas. Hoje o Sport enfrenta o Palmeiras na Ilha do Retiro com uma promessa de casa lotada. Mas, a venda de ingressos para este jogo tem chamado a atenção. Filas quilométricas e cambistas aos montes tumultuaram as bilheterias do estádio nos primeiros dias de venda. A diretoria já havia anunciado que o ingresso aumentaria de preço hoje às 18h, mas o que impressiona é que a bilheteria só abrirá às 16h, ou seja, o torcedor tem duas horas para comprar os ingressos mais baratos.

Em São Paulo os ingressos para a partida final entre Palmeiras e Ponte Preta se esgotaram em apenas três horas. Agora há cambistas vendendo ingressos por R$ 200,00. E por causa desta ação dos cambistas há muita gente reclamando, de novo. Mas, há dirigentes que admitem: “os cambistas são um mau necessário”. O fato é que, se a torcida não comparece, quem fica com o ingresso na mão é o cambista, e não o clube.

Mas, tenho outras críticas a fazer, além da ação de cambistas. A alta concentração de venda nas bilheterias dos estádios e o pouco tempo de venda. Apesar de haver venda de ingressos em outros pontos, a maior parte dos ingressos fica mesmo no clube, o que gera filas enormes e confusões desnecessárias. Além do mais, os ingressos são postos à venda muito tarde, restando pouco tempo para os torcedores comprarem.

Só quero fazer uma sugestão: a venda on-line. É impressionante que na era digital os torcedores ainda precisem passar horas em filas e brigar contra cambistas para ter acesso aos ingressos. Está na hora de evoluir.

%d blogueiros gostam disto: